Checamos: É FAKE NEWS que governo de SP tenha tirado a termologia cristã de livros didáticos

Foto: Usp Imagens/ Divulgação.

A própria assessoria de educação desmentiu o boato, veiculado nas redes sociais.

Circula nas redes sociais posts dizendo que o governador João Dória teria excluído a termologia “Antes de Cristo” e “Depois de Cristo” dos livros didáticos, o motivo seria a laicidade do estado. Outro vídeo em circulação, é de uma docente dizendo que a secretaria de educação, teria decidido substituir estes termos nos livros. Muitos políticos mal intencionados compartilharam esta notícia falsa.

FAKE NEWS!

O Portal Epifania, entrou em contato com a Secretaria de Educação do Governo do Estado de São Paulo (SEDUC), por meio de sua assessoria. Em nota a equipe da secretaria informou, que continua utilizando a terminologia a.C/d.C. como o padrão.

Segundo a assessoria , os termos a.C. (antes de Cristo) e d.C. (depois de Cristo) são o padrão da SEDUC para construção dos materiais didáticos, assim como nos livros paradidáticos e de literatura adquiridos para as unidades escolares e são os mais utilizados no Brasil.

A assessoria da secretaria de educação reforçou ainda, que existem outras nomenclaturas que tem sido utilizadas para nominar estes períodos como, por exemplo, as da Revista Oracula ligada à Universidade Metodista ou na Revista da Sociedade Brasileira de Arqueologia.

“Como o estudante poderá se deparar com nomenclaturas diferentes em outros textos durante sua trajetória acadêmica, é importante que eles tenham ciência da existência das mesmas.’’ informou.

Sobre o vídeo:

A secretaria comunicou que a aula em questão procura explicar essa distinção e não representa uma diretriz da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo, que continua utilizando a terminologia a.C/d.C. como o padrão.

Sobre isso Dória externou sua opinião pelas redes sociais. Veja a seguir: